Amigos leitores e interessados no asunto “Gerência de Projetos”, através deste post comunico que para acessar as próximas publicações, vocês deverão acessar o novo endereço

http://www.pmstrategics.com.br/blog

Aguardo todos vocês no novo endereço. Confiram as novidades.

Advertisements

Dando continuidade ao assunto Escritório de Projetos, mostrarei um aspecto muito importante, mas que tem recebido maior atenção apenas nos últimos anos, que é o gerenciamento do conhecimento do projeto.

Não podemos esquecer um dos principais papéis do escritório de projetos, de integrar todas as áreas de conhecimentos, bem como recursos, áreas de negócios, para os diversos projetos da organização.

É sempre importante lembrar a afirmação de Kaplan & Norton: “O que não é medido não pode ser gerenciado”. Diante disto, além das métricas de tempo e financeiras, é importante também gerenciar o conhecimento adquirido no projeto, e a partir destes conhecimentos, melhorar os processos, capacitação, e principalmente não cometer mais os mesmos erros nos próximos projetos. (more…)

O Escritório de Projetos tem recebido uma atenção especial dentro das organizações, de diversos portes ou segmentos. Não existe uma regra para sua implantação nem em formato, nem em tamanho, tudo irá depender do nível de maturidade da organização para o gerenciamento de seus projetos.

Quando uma organização está conduzindo um projeto, vários questionamentos são feitos, principalmente pela alta gerência da empresa, e a falta de respostas precisas, que geram insegurança no seu estágio inicial para atingir a certeza que não se sabe exatamente onde, quando ou como o projeto será finalizado. (more…)

Apesar de tantas pesquisas mostrarem que o nível de maturidade em gerenciamento de projetos, dos profissionais e organizações, está crescendo de forma acelerada, ainda vemos alguns paradigmas resistentes ao longo dos anos.

Diante disto, os professores doutores Aaron Shenhar, Ph.D e Dov Dvir, Ph.D, identificaram em seu livro “Reinventing Project Management” alguns mitos mais freqüentes no gerenciamento de projetos. Apesar de ter lido apenas o artigo publicado no site do PMI, achei muito interessante compartilhar com toda a comunidade. (more…)

Apesar do valor que um Escritório de Projetos pode trazer para a organização, nem sempre pode-se visualizar este valor antes de sentir seus benefícios reais como resultados.

A criação e institucionalização de um escritório de projetos devem ser graduais para, tanto a escritório manter-se alinhado à cultura organizacional como a própria organização poder assimilar novos processos. É uma via de mão dupla, sem dúvida alguma. (more…)

Neste artigo, retornarei ao assunto sobre as novas certificações criadas pelo PMI (Project Management Institute), abordando sobre a certificação “PMI Scheduling Professional” (PMI-SP).

Visando cada vez mais aumentar a credibilidade dos profissionais da área de gerenciamento de projetos, o PMI realizada estudos e pesquisas sobre as tendências e necessidades das organizações em todo o mundo. Assim, no final do ano passado (2007), lançou mais uma credencial para os profissionais com larga experiência na área de cronogramas de projetos.

Esta certificação fornece um “expertise” para os profissionais que trabalham diretamente no planejamento e controle dos cronogramas de projetos e tem como objetivo demonstrar o conhecimento, habilidades e experiência, especialmente nesta área, utilizando técnicas e ferramentas no desenvolvimento e manutenção para gerenciar estes cronogramas.

Para obter a certificação, além da prova com 170 questões, realizadas em 3,5 horas, o profissional deverá satisfazer alguns requisitos. São eles:

  • Para os candidatos com nível superior, demonstrar experiência no mínimo de 3.500 horas nos últimos 5 anos e 30 horas de treinamento formal;
  • Para os candidatos sem formação superior, deverá demonstrar experiência no mínimo de 5.000 horas, também nos últimos 5 anos e 40 horas de treinamento formal;

Seguindo os mesmos padrões de outras certificações do PMI, o PMI-SP também requer que seja renovada a cada ciclo de 3 anos, como a certificação PMP por exemplo. O PMI acredita que estas novas certificações trarão cada vez, maior credibilidade aos profissionais de projetos, e já estuda o lançamento de outras como o Project Risk Management.

Em breve retornarei a este assunto mostrando as demais certificações e tendências das certificações que ainda serão lançadas.

Dando continuidade ao artigo anterior (PROCESSOS: Usá-los ou não usá-los?), vamos entender melhor o papel de uma metodologia.

Naturalmente, existe uma grande resistência em aderir a uma metodologia, mas qualquer organização, antes de iniciar seu desenvolvimento deverá definir os objetivos desta metodologia, juntamente com a estratégia de implantação e o escopo de cobertura dos processos a serem utilizados. (more…)