Por Antonio Caetano da Costa Lima

Por que no mundo dos negócios se fala tanto em SONHO?

Se a gente prestar atenção, há sempre alguém falando no SONHO. Muitos, porém, com certo pudor, pedindo desculpas aos mais céticos.

Mas é tão difícil esse negócio de SONHO. É algo tão abstrato que a nossa tendência é desprezar esse item. Afinal, o que pesa muito mesmo é o plano, são os diagramas, agora as apresentações em power-point, mostrar como se ganha dinheiro sem subterfúgios, pensam alguns. Alguns não, a maioria de nós.

É preciso, portanto, que a gente saiba, realmente, o que é o SONHO, para podermos trabalhar esse item tão importante em nosso negócio, em nossa vida.

Em primeiro lugar, é necessário distinguir SONHO de fantasia. A fantasia é na verdade uma defesa de nosso cérebro, para justificar porque não atingimos nossas metas. Na fantasia há sempre responsabilidade de elementos externos. “Ah! Se eu ganhar na loto, vou comprar uma mansão, uma fazenda, uma Ferrari, vou dar voltas e voltas ao mundo etc. etc…”. Como o prémio não chega (e às vezes a gente nem jogar, joga), não nos sentimos responsáveis por não alcançar nossos objetivos.

Já o SONHO. Este tem metas bem estabelecidas e datas para alcançá-las, dentro de um plano realístico.

O ser humano tem necessidades que precisam ser supridas:

As básicas são as necessidades fisiológicas (comer, respirar, excretar, … ).

Atendidas estas necessidades, as seguintes são as de segurança. Desde os primórdios, o homem procurou se abrigar contra as intempéries, os animais selvagens, etc. Esta, portanto, é uma necessidade inerente ao ser humano. A segurança também se faz presente quando o homem guarda para o futuro (alimentos, agasalhos, combustíveis, …), o que hoje podemos traduzir como segurança financeira.

Outra necessidade, que vem logo a seguir na escala, é a necessidade de associação. O homem é um ser social. Aquele que por qualquer motivo não consegue se sentir aceito pelos demais, sofre com isso ao mesmo tempo em que é tido pelos outros como um estranho, e assim se torna repelido. Há aqui um processo simbiótico. Quanto mais o indivíduo se sente parte integrante do grupo, mais ele é aceito. Quanto mais ele é aceito, mais assim se sente, e dessa forma satisfaz sua necessidade.

As necessidades seguintes são as necessidades do “eu” (ego). Estas se subdividem nas necessidades de ascensão (status) e nas necessidades do reconhecimento.

A última das necessidades é a de auto-realização.

Como vemos, as necessidades evoluem. Supridas as necessidades básicas o homem pensa na sua segurança, e assim por diante.

Mas, as necessidades podem ocorrer por carência ou por acréscimo.

Quanto maior minha carência, mais estarei disposto a lutar para saciá-la. Esta é uma necessidade objetiva.

Para explicar a necessidade por acréscimo, vamos usar um exemplo: Estamos num almoço de confraternização. Naqueles em que a comida é boa e abundante, e a gente come, come e come. Em determinado momento a gente para por que não dá mais. Já se comeu além da conta. Nessa hora aparece a dona da casa com a sobremesa mais bonita e cheirosa que já se viu. Na verdade são mais de um prato, doces, manjares, sorvetes. Nesse momento, a gente cria uma necessidade de experimentar essas guloseimas. A gente já está bem alimentado, mas nosso organismo sente fome por aquele tipo de alimento. Esta é uma necessidade por acréscimo.

Todas as necessidades, por carência ou por acréscimo, mobilizam o homem para supri-las.

Os SONHOS são necessidades não saciadas. Os SONHOS são, portanto, mobilizadores.

Já as necessidades saciadas são desmotivadoras.

Portanto, os SONHOS são muito importantes nos negócio e na vida.

No mundo dos negócios torna-se necessário que se descubram nas pessoas, quais suas necessidades não saciadas (seus SONHOS), para mostrar a elas como saciá-las.

Mas, como podemos fazer isso? OUVINDO, antes de qualquer coisa. Alguém já disse que grandes problemas é que geram grandes negócios.

Mas é importante também que você identifique o seu SONHO. Trabalhe esse SONHO, porque é ele que vai lhe dar motivação para trabalhar o seu negócio.

VOCÊ SÓ EVOLUE SE VOCÊ TEM GRANDES SONHOS.

E VOCÊ SÓ ATINGE SEUS SONHOS

SE ESTIVER COMPROMISSADO COM ELES,

PORTANTO, COM VOCÊ MESMO.