Um conceito muito usado em projetos é o de “Stakeholder”. De forma bem simples, podemos definir um stakeholder como sendo qualquer pessoa ou organização que tenha algum interesse no projeto ou que são afetadas por ele. Neste caso, qualquer interesse ou participação, sendo positiva ou negativa.

Na experiência em vários projetos, uma atividade que vejo como muitas vezes crítica para o sucesso do projeto, e que na maioria dos casos não recebe uma atenção que deveria ter, é a identificação dos stakeholders, ou partes interessadas, como vários autores aqui no Brasil preferem se referir.

Muitos podem se perguntar, porque é tão importante a execução desta atividade no início do projeto. A partir desta atividade, poderemos perceber e compreender todos os requisitos e necessidades do projeto, que podemos chamar de a “Sociologia do Projeto”.

Assim, podemos verificar que algumas atividades envolvidas no processo de identificação das partes interessadas do projeto, são:

  • 1. Identificar todas as partes interessadas do projeto (nome da pessoa ou papel na organização, cargo, e influência são importantes);

  • 2. Definir as funções necessárias para que cada parte interessada que desempenhará no projeto;

  • 3. Qual o envolvimento que eles precisam ter;

  • 4. Qual o comprometimento que eles devem ter em relação ao projeto.

Segundo o PMI, partes interessadas ou Stakeholder são pessoas e organizações, como clientes, patrocinadores, organizações executoras e o público, que estejam ativamente envolvidas no projeto ou cujos interesses possam ser afetados de forma positiva ou negativa pela execução ou término do projeto. Elas podem também exercer influência sobre o projeto e suas entregas. (PMBoK 3ª edição)

Quais os tipos de partes interessadas no projeto? Naturalmente podemos classificá-los em dois grupos básicos: externos e internos. Mas de acordo com a necessidade e porte da estrutura organizacional do projeto, poderemos encontrar outros tipos de stakeholders, podendo ter até uma divisão da classificação por níveis.

Abaixo, temos alguns exemplos de tipos de stakeholders “Internos”:

  • Diretor da empresa ou chefe direto ao gerente de projetos;

  • Os membros da equipe do projeto;

  • Gerentes de outros departamentos da empresa, normalmente em estruturas funcional ou matricial, da organização;

  • Patrocinador (sponsor) do projeto.

Alguns exemplos de tipos de stakeholders externos:

  • Clientes;

  • Usuários;

  • Órgãos reguladores ou fiscalizadores;

  • Políticos (por exemplo, na mudança de leis que irão afetar de alguma o projeto);

  • Patrocinador (quando externo à organização) do projeto.

Acredito que seja muito interessante e importante o reconhecimento da íntima ligação do planejamento da comunicação (como vimos em publicações anteriores – Incluir link para o post) e a identificação das partes interessadas do projeto, ou seja, conhecer cada parte interessada e quais as informações serão trocadas entre eles.