Na verdade, esta área de conhecimento há algum tempo tem sofrido uma grande evolução, com a mudança da visão básica da área que seria “comprar”.

Olhando para a visão antiga, identificamos facilmente um processo padrão, que seria: Pesquisa de fornecedores; Requisição de proposta de preço (cotação); Abertura de propostas; Seleção e contratação do fornecedor; Contratação da compra. É claro que ainda existem outros processos relacionados com a área financeira, logística, entre outros.

A idéia neste artigo é mostrar a partir dos processos básicos de compra, o quanto a área evoluiu nos últimos anos.

Em projetos, não é diferente. Segundo o PMBoK 3a edição, o gerenciamento de contratação inclui os processos para comprar ou adquirir os produtos, serviços ou resultados necessários de fora da equipe do projeto para realizar o trabalho.

Já se percebe, nitidamente, no mercado a mudança desta percepção, onde em muitas organizações, a área de compras saiu da área operacional e passou para a área estratégica dessas organizações. Acredita-se que boa parte do crescimento das empresas, tem origem do capital intelectual. A partir disso, a área de compras passou por uma grande mudança, passando a ser chamada de Aquisição (Procurement).

O gerenciamento das aquisições do projeto inclui também alguns processos para o gerenciamento dos contratos e o controle das mudanças necessárias para a administração dos mesmos. Na verdade, administra qualquer contrato emitido por uma organização externa à equipe do projeto.

Esta mudança possibilitou uma maior interação entre todos os setores da empresa, bem como, clientes e fornecedores. Uma grande característica desta mudança é a automatização destes processos, viabilizando o acompanhamento e integração para todas as partes envolvidas, de forma rápida, fácil e descentralizada.